RSS

Hora de voltar

Comecei a escrever esse post uns dois dias antes da volta para o Brasil. Comecei a descrever meus sentimentos e sensações. A ideia era postar no aeroporto de Dallas, já que iriamos ficar, e ficamos, 5 horas aguardando a conexão. Não consegui.  Até tentei, mas estava muito cansada. Tínhamos acordado muito cedo (4 AM) para pegar o voo em Vancouver e juntamente com a ansiedade para chegar logo no BR, não me deixavam escrever.

Na última semana estava muito chorona. Tudo me emocionava. Tudo me trazia lembranças boas do tempo que passamos em Vancouver. O coração apertava quando lembrava da nossa primeira vez em tudo por lá. Coisas cotidianas como pegar ônibus ou ‘seabus’, ir ao supermercado, deixar a Mariana na escola ou andar de bicicleta. Por falar nisso, gostaria de ter andado de bicicleta nessa última semana, mas a temperatura (3 – 5°C) não me deixou, mas para o Welby isso nunca foi empecilho, e ele fez trilha e andou pela cidade. Andar de bicicleta pela cidade, livre e sem medo, podendo ir para qualquer lugar, vai ser umas das coisas que mais vou sentir falta.

Quando decidimos ir para o Canadá, muitas pessoas achavam que o que estávamos fazendo era loucura. Estávamos bem no BR e largamos tudo para ter essa experiência, aprender outra língua e conhecer outra cultura. Confesso que eu, antes de irmos, também me questionava, mas só tenho a dizer que tudo foi ótimo e esse tempo foi maravilhoso para cada um de nós e para a nossa família.

Amigos, fizemos muitos e alguns que com certeza vamos rever em breve ou em algum dia. E sentiremos saudades de todos e lembraremos de todos com muito carinho.

A volta também foi esperada e estava sendo querida. Nesse tempo sentimos muita saudades da família e dos amigos do Brasil. Gostaríamos muito que todos pudessem ter ido para lá para conhecerem e viver um pouco disso tudo com a gente. Mas não deu, né?! Então passei um pouco do nosso cotidiano, viagens  festas,… aqui no blog.

Do Brasil, nosso país, nós também sentíamos falta, mas ao mesmo tempo sentíamos muita tristeza. Tão lindo, mas com tantos problemas. Vivendo tudo isso e em muitos momentos pensávamos: no BR podia ser assim, seria perfeito!

Pois bem, nosso tempo em Vancouver acabou e voltamos! Chegamos a mais ou menos uma semana. Viemos com tanta bagagem que tivemos que alugar um furgão. Lá tem uma empresa que aluga furgão e até pequenos caminhões para as pessoas transportarem as coisas ou fazer mudança. Trouxemos umas 9 malas e três caixas de bicicleta. É, elas vieram com a gente! Foi tudo tranquilo, até no aeroporto aqui no Rio de Janeiro deu tudo super certo.

Agora e hora de curtir o Brasil, a família, os amigos e começar a trabalhar, né?!

volta_2013

Beijo, Macela

 
3 Comentários

Publicado por em 10/03/2013 em Sem categoria

 

Tags: ,

Cineminha a dois

Desde que chegamos aqui, toda sexta feira, eu e o Welby tentávamos conhecer sozinhos, um restaurante diferente ou ir de novo em algum que gostamos muito. Era o momento do casal que durava uma tarde. Nunca saímos a noite sozinho, nem mesmo para ir ao cinema. Cinema era só para assistir filme infantil, porque íamos os três. Mas não foi por falta de oportunidade, porque a Elaine sempre se prontificou em ficar com a Mariana quando quiséssemos sair. Mas fomos adiando, adiando,… Agora, na última semana, resolvemos ir ao cinema só nós dois. Segunda, a Elaine ficou com a Mariana e nós fomos assistir ‘Argo’. A mais ou menos um mês atrás, li sobre o filme e fiquei interessada em assistir. Quando vi que estava passando, resolvi logo: é esse. Eu nem sabia que ele tinha ganhado o Oscar no dia anterior, dessa vez foi supermerecido. Foi também um teste para o nosso inglês. Em casa quando a gente vê TV, a gente coloca a legenda em inglês e quando não entendemos dá para ler, já no cinema não tem. Vou confessar que, senti falta da legenda. As falas, as vezes entendia, outras uma parte outras não, mas no geral entendi o filme e achei ótimo. Já o Welby, ria até das piadas. A noite estava linda. Céu estrelado e com lua cheia. Pegamos a Mariana e resolvemos passear por essa cidade maravilhosa, que sentiremos muitas saudades. Vou passando pelos lugares e meu coração fica apertado e as vezes até sai umas lágrimas. Não é que não queira ir embora, é que foi muito bom o tempo que passamos aqui. Uma experiência maravilhosa!CinemaCinema_2

Beijo, Macela

 
 

Tags:

Nossa família brasileira no Canadá

Conhecemos muitas pessoas de várias partes do mundo aqui e fizemos amigos. Todas as pessoas serão sempre lembradas com carinho, mas tem uma família que é muito especial para nós. A Carla, o Saulo, a Beatriz e o Nicholas. Nós nos conhecemos através do blog que a Carla escreve. Eles moram aqui, e ela também conta um pouquinho da vida deles aqui no blog. Quando viemos morar aqui, nas duas primeiras semanas a Mariana ia bem para a escola, porque era tudo novidade, mas depois desse tempo não queria mais ir. A barreira principal era a língua. Ela sempre foi muito comunicativa e gostava de ir para a escola no BR mas aqui ela não conseguia interagir com os amiguinhos na escola. Isso durou em torno de um mês e meio. Ela chorava quando eu deixava ela lá e eu passava o dia chorando na escola. Pensei várias vezes em desistir de estudar, mas amigos falavam para eu ser forte que isso iria passar e ela ia sair disso mais independente e forte. O que me acalmava era que, no final da tarde, quando eu ia pegar ela na escola, ela estava feliz e brincando. Mas mesmo assim, tentei encontrar na internet alguma solução ou alguém que tivesse passado por isso para eu saber como foi. E achei o blog da Carla. Ela não relatava esse problema, então passei uma mensagem para ela perguntando se as crianças haviam tido problema de adaptação. Ela foi supre solicita e contou a experiência dela com as crianças. E percebi que eu não era a única, e que outras mães passavam por essa situação. A partir daí, mantivemos contato, marcamos de nos encontrar e desde então nos vemos sempre. Eles nos mostraram e ensinaram muitas coisas sobre a cidade e o cotidiano em Vancouver. Fizemos muitos passeios, jantares e  almoços durante esse tempo. Eles também nos apresentaram a uma outra família muito querida. A Ana, o Daniel, o Lucas e a Amanda. Que também participaram e nos ajudaram no nosso tempo aqui. Essas famílias são a nossa família brasileira em Vancouver e ontem fizemos um almoço de despedida. Escolhi um restaurante em Granville Island, o The Sandbar, pensando em depois darmos um passeio e as crianças brincarem na ilha. Mas estamos em Vancouver, né!?! E a chuva não deu trégua! Mas como em todos os nossos encontros, foi uma tarde muito gostosa. Tentamos botar o papo em dia e as crianças se divertiram um monte. Passeamos no mercado e comemos um docinho, lógico. Sentiremos saudades dessas pessoas e desses encontros.

saudades

Beijo, Macela

 
3 Comentários

Publicado por em 25/02/2013 em Sem categoria

 

Tags:

Jantar na casa da ‘Teacher’

Na escola, somos um pouquinho diferente dos outros alunos, pela idade, pelo casal está estudando junto e por estarmos aqui a muito tempo (11 meses). Todos os professores nos conhecem e conhecem a Mariana. Com alguns professores conversamos sobre família, viajem, comida, …. e coisas do cotidiano. E as vezes descobrimos afinidades. Um desses casos foi com a professora Danna. E ela acabou nos convidando para jantar na casa dela para ter um legitimo ‘Canadian dinner’ e conhecermos a família dela. Ela mora com o marido, mas os filhos do marido também estavam lá passando o final de semana. A noite foi uma delícia, com boa comida, vinho e bom papo, é isso mesmo o inglês fluiu que foi uma beleza. Conversamos sobre coisas em inglês que eu nem imaginava que conseguiria. Quando eu cheguei, fiquei um pouco tensa, porque normalmente os professores ficam corrigindo os erros (gramática e pronúncia) o tempo todo, mas ela desligou o botão de professora e parecia que eu e o Welby estávamos falando tudo certinho…. hahahahaha! A Mariana nem conto porque ela já está fluente.danna

Beijo, Macela

 
3 Comentários

Publicado por em 24/02/2013 em Sem categoria

 

Tags:

Nove meses depois…. torta de brócolis

Desde que a Elaine chegou aqui em Vancouver, ela fala que sabe fazer uma torta de brócolis que é uma delícia e dizia que ia fazer, mas nunca fazia. Finalmente depois de nove meses e faltando uma semana para voltarmos para o BR, ela veio aqui em casa e fez a torta. Estava uma delícia, pena que não vai dar tempo de repeti-la aqui em Vancouver!!!!torta de brocolis

Beijo, Macela

 
4 Comentários

Publicado por em 23/02/2013 em Sem categoria

 

Tags: ,

Encontros no final de semana

Tá faltando pouco para nosso tempo em Vancouver acabar. Vamos sentir saudades da cidade e dos amigos que fizemos aqui. Brasileiros, árabes, japoneses, coreanos, chineses, venezuelanos, mexicanos, suíços … e canadenses. Alguns moram aqui, e outros da escola já foram embora. Quando chegamos tinha gente que já estava aqui e já foi, gente que chegou junto com a gente e já foi e gente que chegou depois da gente e já foi também, mas ainda tem alguns aqui. Final de semana que passou já começaram as despedidas.

Sábado, foi aniversario da Silvia e do marido dela, Rodrigo. A Silvia trabalha na escola e me ajudou em muitos momentos, e nos tornamos amigas. Eles comemoraram na Old Spaghetti Factory, um restaurante massa aqui do Canadá. Era uma festa de brasileiro. Famílias com filhos e casais que moram aqui. Foi muito legal conhecer  essas pessoas e a história delas em Vancouver.encontros

Saímos de lá e fomos para a casa da Tuta. Eles passaram um mês na Arabia Saudita e fizeram um almoço para alguns amigos e professores da escola. Como tínhamos almoçado com a Silvia chegamos para a sobremesa e saímos de lá era quase meia noite. Muito papo para botar em dia no reencontro com nossos amigos árabes.encontros_1

No domingo, marcamos com a Ana o Daniel e as crianças aqui em casa. A Mariana na maior animação e ansiosa pela chegada da Amanda. Como sempre nossos encontros são muito bom. Bom papo, bom vinho, boa comida e as crianças se divertindo. Para a sobremesa fiz fondue de chocolate e as meninas adoraram, e eu e a Ana também…. hahahaha!!!encontros_2

Beijo, Macela

 
3 Comentários

Publicado por em 20/02/2013 em Sem categoria

 

Tags:

Whistler com neve

Para variar tô atrasada….. Desde que começou a nevar aqui no Canadá (em Vancouver só nevou 3 dias… snif!), estamos com vontade de ir a Whistler. Nós fomos várias vezes para lá no verão e curtimos muito a cidade, e estávamos curiosos para ver como ela fica no inverno. Na verdade, ela é famosa mesmo no inverno, época em que as pessoas vão par lá curtir o frio e praticar esportes. Não sei se já contei aqui no blog, mas a cidade já sediou uma Olimpíada de Inverno. Domingo (dia 10), fez um dia lindo de sol e resolvemos passar o dia lá. A cidade estava tão cheia que estava difícil arrumar vaga no estacionamento. Segunda feira foi feriado aqui (Dia da Família) e juntando o feriado do carnaval ai do BR fez a cidade bombar. Isso mesmo, Whistler estava cheia de brasileiros. E não era de estudante de intercâmbio não. Muitas famílias estavam por lá. Escutávamos o tempo todo pessoas falando em português. Mas, voltando ao nosso passeio, na estrada já ficamos impressionados. Queríamos ir ver a Brandywine Falls (cachoeira) que já fomos duas vezes, mas a entrada estava fechada. Fechada com neve na cintura! Próxima parada: Bunguee Jump. O Welby estava até pensando em pular, mas não estava funcionando. Próxima parada: a ponte suspensa perto de um acampamento, Lógico que não tinha ninguém acampando. Na verdade´, tinha tanta neve que estava difícil chegar até a ponte, mas fomos lá para isso. Lindo, mas eu prefiro no verão que o volume de água é muito maior. A próxima parada foi no Alta Lake. Só posso dizer uma coisa: I M P R E S S I O N A N T E !!!! O lago todo estava congelado! Gente, o lago é enorme! As pessoas estavam raspando a neve por cima para deixar no gelo, fazendo uns quadrados tipo pista de patinação e, patinavam e jogavam hóquei. Outras corriam com cachorro ou simplesmente passeavam. Nós, receosos, resolvemos andar em cima do lago para conferir. Estava liberado pela Prefeitura e parece seguro, mas as vezes dava uns estalos, que apesar de ver aquela galera toda lá, achamos que já estava bom. Até porque, ninguém tinha levado os patins…….. hahahahaha!!!! Andamos pela cidade lotada e almoçamos em restaurante em frente a decida de uma pista de esqui. De lá ficamos vendo a galera descendo como se fosse a coisa mais fácil do mundo (já tentei, mas acho que não vai ser nesse inverno que vou esquiar). Encontramos nossa amiga japonesa Aya, que estudou com a gente e que está trabalhando por lá. Depois resolvemos ir no Lost Lake…. o acesso estava fechado! Até dava para ir a pé, mas era muita neve e já estava começando a escurecer. O Welby foi sozinho matar a nossa curiosidade, mas apesar de congelado, não podia andar sob ele. Resumindo: o dia foi maravilhoso e a cidade é espetacular tanto no inverno quanto no verão. Coloquei nesse post algumas fotos comparativas com o verão.Whistler__1Whistler__2Whistler__4Whistler__3Whistler__7Whistler__5Whistler__8Whistler__6Whistler__9Whistler__10

Beijo, Macela

 
 

Tags: ,